MB Review: Ultraman

Irei apontar abaixo a opinião sobre o mangá

UltramanSinopse: Onde estará o Ultraman? Após diversas batalhas onde o Planeta Terra foi o palco principal e finalmente com a paz alcançada o nosso querido Herói sumiu. Será que após tantos anos passados ele voltará a ser necessário?Crítica:

11990381_1129712000391576_8860026759842193014_n

Parte Gráfica: A capa da edição carrega todo um charme e beleza na minha opinião (maior até que a da edição original). A edição em tamanho pocket (12x18cm) para mim é uma opção interessante e não vejo problemas neste modelo. A edição vem em papel offset e com 16 páginas coloridas no inicio da edição. O único ponto negativo foi a Transparência na Folha que me incomodou muito e me fez pensar mais de uma vez se vou ou não comprar futuramente a edição 02.Foto Interna do MangáDesenhos: Abri o mangá achando que iria encontrar uma história com um traço datado e simplório por se tratar de uma releitura dos anos 70. Mas eu estava totalmente errado… A Arte extremamente detalhada e rica em todos os sentidos. O leitor irá encontrar batalhas, destruição e lutas que o deixarão de queixo caído. Inclusive, estava muito em dúvida se comprava ou não Ultraman, mas na primeira folheada na Comic Shop a arte já me conquistou apesar de ter percebido o papel transparente em primeiro lugar.

11988312_854673324616721_6644941913669768837_n

Foto Interna do MangáHistória e Desenvolvimento: Comecei a leitura bem apreensivo por se tratar de um mangá que todos pelo menos já ouviram falar da história do Herói Japonês que enfrenta Monstros Gigantes e que na minha opinião a chance de errar numa releitura é muito grande. Mas nas primeiras páginas já se mostra que isto que esta lendo é uma nova história com novo personagem e desenvolvimento.
Todos acreditam que após a conquista da paz na Terra o Ultraman percebeu que não era mais necessário e havia voltado para o seu planeta natal.

11952989_854672104616843_4372257726231806300_n

Após este aparente sumiço foi criado um Museu onde o herói é homenageado em todos os sentidos e neste museu conhecemos o Ministro da Defesa Shin Hayata que fazia parte da Patrulha Científica – Um Esquadrão de Defesa da Terra – que trabalhava diretamente junto ao Lendário Herói e o seu filho Shinjiro. O mais estranho é que mesmo tendo vivido intensamente estas aventura o Sr. Shin Hayata não se lembra de Ultraman na Terra. Por que será?Foto Interna do MangáNesta visita ao museu situações estranhas acontecem e percebemos que talvez o Ultraman não esteja tão longe quanto pensamos e que talvez o seu legado ainda permanece vivo na Terra.
Maiores informações da minha parte apenas iria estragar o prazer da leitura deste “Novo Clássico”.Foto Interna do MangáPonto Positivo: Poder acompanhar Ultraman numa nova roupagem mais atual e poder colocar todo aquele saudosismo e nostalgia para fora foi magnífico. Me lembrou um pouco do clima das primeiras edições de Gantz onde aparece o inimigo e o nosso herói mesmo sem experiência de batalha tem que resolver a situação no braço. O preço até que justo para venda.Ponto Negativo: É uma coisa que não costumo ligar na hora da leitura mas a folha em offset no inicio na divulgação de Ultraman havia me agradado, porém na hora da leitura me incomodou muito a tão falada: Folha Transparente que impede uma leitura mais detalhada.Foto Interna do MangáConsiderações Finais: Dentro dos prós e contras fica mais do que recomendado a compra de Ultraman. Vou dar uma moral para a JBC que esta apostando neste Clássico dos anos 70 e vou pagar para ver o final desta história.Informações Técnicas:

11889406_1126074884088621_6906716343406538447_n

Ultraman tem seu lançamento oficial esse fim de semana na Bienal do Rio de Janeiro, mas já está a venda nas Comics Shops e na próxima semana irá para as bancas.Comente e nos diga o que achou.Vão comprar?Erik

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.