MB Nacional: Rhazen #1

Hoje vamos falar sobre uma magnífica obra nacional, isso mesmo, vou falar hoje um pouco mais sobre Rhazen.
Rhazen, obra Shonen/Seinen-Battle criada pelo Brasileiro Fernando Huega, uma obra independente que atualmente conta com seu primeiro volume, teve sua estreia em meados de 2019.
O mangá começa com Takuto Horaiji acordando em sua residência em Nova City, uma cidade artificial construída no meio do mar do Golfo Pérsico, após muitas chamadas perdidas em seu telefone. Ele acorda com um bom humor, e estranhamente é mostrado que ele está a 17 anos sem sonhar em um calendário. É notório no início da obra que o protagonista é uma pessoa sem privacidade, visto que sua residência é filmada, existe escolta pessoal para o mesmo, o que já instiga um desejo de saber por quê dessa super-proteção.

Após a entrega de Takuto em um enorme prédio da Echelon, que é uma organização não militar que combate forças terrorista por todo o planeta, Takuto logo é avisado que ele tem uma chamada de emergência, onde é apresentado sua função dentro da Echelon, Takuto luta desesperadamente pela sua liberdade visto que como dito há pouco ele não tem nenhuma privacidade, ele e toda sua família também trabalham para a organização. Logo de cara Takuto completou uma missão na Echelon e é informado de sua promoção, entretanto ele precisa passar em um teste para ter sua promoção efetivada. Logo no teste vê que apesar de suas incríveis habilidades o personagem ainda tem muito o que evoluir. Feito a missão, a obra apresenta Rhazen um guerreiro de outro planeta que foi traído e enviado à prisão Lunar, porém ele consegue escapar e conhece Takuto, onde ambos almejam como objetivo capturar o vilão da obra, Hao.
Rhazen é cheio de informações e você literalmente pode interagir com a obra, caso você descubra alguma informação de algum vilão existe um e-mail (e sim o e-mail é real) no qual você pode enviar informações sobre os vilões, e se você encontrar, meu amigo(a), seu nome será citado na obra, além de personagens possuir mídias sociais como Instagram, como a maioria de nós temos, se você procurar pelo @ citado no mangá, você vai encontra-los, a obra interage diretamente com você, é insano! Outra coisa que vale ressaltar é que não vi letras que expressam as onomatopeias (Kabum, toc-toc,trim-trim e etc), eles deixam que você interprete o som do seu jeito, na maioria dos casos tem uma escrita que acredito ser em japonês pra expressar que existe uma onomatopeias.

Rhazen é justamente um Shonen/Seinen-battle, com muitas lutas bem elaboradas, a obra traz uma boa sensação de ação, além dos ótimos diálogos que Rhazen proporciona, entretanto, não pense que Rhazen é aquele Shonen cheio de ‘besteirol’, tudo é em uma boa dose na hora certa, vale ressaltar que você tem que estar bastante atento a todas as artes da obra mostra, pois você vê uma imagem e aquela referência vista anteriormente vai te ajudar a entender algo mais adiante, bem como dicas que podem te levar descobrir enigmas sobre a obra. É uma obra muito bem elaborada e você percebe isso logo de cara, pelo o enredo, diálogos, e dúvidas que ela te deixa

Sinopse: “O que é Rhazen?
Rhazen, um grande guerreiro do planeta Origina, perde seus poderes e seguidores ao ser traído e acaba sendo enviado injustamente à prisão Lunar, ao mesmo tempo em que o vilão Hao segue impunimente com seus planos malignos e foge em direção ao planeta Terra, Para impedir que a maior guerra de todos os tempos aconteça, Rhazen precisará da ajuda de Takuto Horaiji, um terráqueo que guarda um poderoso segredo e está pronto para assumir a responsabilidade de salvar o universo.

Rhazen não é apenas um mangá, é uma aventura multimídia. Dentro desta revista existem links, fotos e informações que farão você procurar por pistas no mundo real e na internet, Além disso, existe um código secreto misterioso, e quem desvendá-lo ganhará um prêmio fantástico. Entre em nosso site e redes sociais para conhecer as aventuras da realidade alternada de Rhazen.”
Indico Rhazen e continuarei a comprar os volumes adiante?Com toda certeza, o volume 1 finaliza com um bom gancho, aquele gancho que te deixa ansioso pra querer ler logo o volume 2 e tirar cada vez mais suas dúvidas que foram deixadas no primeiro volume, um traço bem diferenciado, limpo que particularmente gostei bastante, Rhazen é um mangá de uma forma nunca feita antes, a obra é tão diferenciada de tal forma que Huega o autor da obra recusou não um, mas dois convites da publicação de sua obra por nada menos que a Shueisha, isso mesmo, você não leu errado, a editora que publica e já publicou obras como One Piece, Dragon Ball, Slam Dunk e por ai vai, mas os motivo são as duras sanções impostas pela editora nipônica, você pode acompanhar a saga de Huega no Japão em reuniões com várias editores e novidades sobre a obra no Instagram oficial o @rhazen_official, segue lá que tem bastante material legal.

Fernando Huega cita que sua obra já tem seu roteiro finalizado. Um dos que acho pontos positivos, pois ao meu ver já mostra que a obra vai ter seu fim ao invés de ficar se arrastando como o que aconteceu e acontece até hoje com grandes obras, algumas delas que até perderam seu foco.
A primeira edição do mangá vem em uma maravilhosa caixa muito bem protegida e dentro dela vem o mangá que tem 18,5 x 26,2cm, bem maior do que o tamanho padrão apresentado por editoras como Panini, capa dura, algumas artes incríveis em papel couché e seu miolo em papel offset 90g, o que não permite que você tome aquele spoiler da próxima página e claro, um marcador de páginas super bacana, tudo isso por apenas R$30,00, acredito valer muito a pena visto que o miolo é feito pra durar muito mais do que como papel offwhite, capa dura e claro por ter seu tamanho bem maior que um mangá tradicional publicado no Brasil.

E pra finalizar porém não menos importante vou deixar o link pra vocês no qual você pode ler o primeiro capítulo da obra disponibilizado GRATUITAMENTE, além do link para comprar o volume físico e conhecer mais sobre o autor, espero que curtam a obra tão quanto estou curtindo. Link https://linktr.ee/rhazen
Review feita por Edson da Costa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.