Panini faz Recall do Mangá “Tokyo Ghoul”

Essa semana foi marcada por muitas reclamações – e com razão – por parte dos consumidores de mangás da Panini. Depois de alguns meses na expectativa das reimpressões/relançamentos chegarem às bancas/lojas especializadas veio a dor de cabeça: “Tokyo Ghoul”.

A editora “divulgou” que a obra sairia no mesmo formato, mas alterando o papel (de jornal para offset). A galera ficou muito feliz por enfim ter a oportunidade de colecionar o título, já que as edições anteriores estavam esgotadas.

Quinta-feira, dia 15 de outubro, os mangás de TG começaram a chegar na Loja Online da Panini, fato que informamos aqui, na MB.
Muita gente correu pra comprar pois, ultimamente, está difícil colecionar os mangás da editora, já que “somem” muito rápido das lojas e bancas.
E qual foi a surpresa daqueles que começaram a receber seus pedidos? Mangás antigos no lugar dos novos.

Isso mesmo. Os consumidores pagaram R$24,90 pelo volume do relançamento e receberam mangá de R$12,90, impresso no papel jornal e antigo. Várias e várias pessoas receberam o que não condizia com o proposto pela editora.

Depois de muitas reclamações e postagens apontando o erro, a Editora Panini veio em suas redes, por meio do perfil @editorapanini, para se posicionar sobre o caso. A justificativa é que foi um erro na hora da separação/envio dos exemplares, que acabou enviando exemplares antigos ao invés dos novos. 

Se você recebeu algum desses mangás antigos, entrem em contato com a editora pelos canais de SAC e peça sua troca!

WhatsApp: http://wa.me/551135129444  
Fale Conosco: https://loja.panini.com.br/faleconosco
Telefones:
São Paulo: 11 3512-9444
Rio de Janeiro: 21 4062-7989
Belo Horizonte: 31 4063-9489
Curitiba: 41 4063-8355
Florianópolis: 48 4052-8636
Porto Alegre: 51 4063-8869
Salvador: 71 4062-9340
“A Mangás Brasil e seus administradores e moderadores não se responsabilizam pelo atendimento da Editora Panini e a resolução do caso dos exemplares. Seguimos na missão de informar sobre o mercado brasileiro de mangás e ajudar colecionadores.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.