MB Webtoon: All of us are Dead

A história começa com Onjo e seus colegas da classe 2-5. São apresentados os personagens secundários e como seus colegas de classe reagem ao professor de biologia, Sr. Lee, que além de falar coisas estranhas na classe, possui um cheiro estranho que causa uma suspeita e rumores entre os alunos.

Após tais conversas, o foco da história muda para uma aluna, Hyeonju, que está presa numa sala. Logo após fugir, descobrimos que ela estava presa na sala do clube por Sr. Lee. Aparentemente doente, Hyeonju é levada para a enfermaria, onde começa apresentar sintomas que um humano normal não teria, como ter a temperatura do corpo extremamente alta.

Acontece que ela entrou no laboratório do Sr. Lee e foi mordida por alguns ratos, que visivelmente faziam parte de algum tipo de experimento. A garota começa a se agitar e nisso acaba mordendo uma colega, num ataque de fúria, e assim começa todo o enredo e a contaminação.

O webtoon tem a arte bem simples, e até acho que todas as garotas são meio parecidas, a não ser pelo corte de cabelo, mas isso não atrapalha a narrativa, nem o funcionamento de toda a trama, que apesar de simples, é muito intrigante e nos faz ficar envolvidos.

Como uma pessoa que gosta muito de histórias de zumbis, eu achei bem interessante, ainda mais por ver a dinâmica de adolescentes lidando com tudo isso, pois eles estão sujeitos a erros e isso é normal. Mas ao conseguir pensar em maneiras rápidas de solucionar problemas com suas dificuldades, devido ao ambiente e com o que eles têm, e usar suas habilidades, sejam cognitivas ou atléticas da forma que usam, torna o enredo diversificado.

Recentemente, o webtoon ganhou uma adaptação na Netflix. Claro que com muitas mudanças, mas também é uma boa opção para pessoas que tem preguiça para ler ou até um bom ponto de partida para se interessar pelos personagens e pela narrativa. Que foi inclusive o que aconteceu com quem vos escreve!

All of us are dead, mesmo com tantas coisas acontecendo, lida com tramas muitas vezes bem profundas e o tema adolescência. Para mim, isso complementou a obra, deixando a trama bem intrigante, pelo ambiente ser tão escasso de recursos para se defender.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.