MB Review: Devil Ecstasy vol. 1

Devil Ecstasy é um dos novos mangás com autoria de Oshimi a serem publicados. No Brasil posso dizer que é completamente diferente de tudo que já vi do autor.

Na história acompanhamos Noburu Kusakabe, que após um trauma de infância passou a ter medo de peitos grandes. Esse medo faz com que Noburu tenha dificuldades em arrumar namoradas e após um encontro às cegas que falhou miseravelmente, seu amigo Takahashi decide levá-lo a um bordel. O bordel em questão se chama Devil Ecstasy e após muita insistência, o rapaz aceita ver, apenas por foto, uma das garotas, Meruru, uma menina de seios pequenos. 

Ao entrar no quarto e ver Meruru, Noburu se apaixona por seus seios e os elogia. A garota que nunca teve seu corpo elogiado assim manda o rapaz embora e o pede para que não faça mais perguntas. Ao sair do bordel, Noburu encontra Takahashi, que parece completamente sugado, mas ainda assim diz que foi a melhor experiência da sua vida. Um dia depois, Takahashi morre, e assim como muitos homens no Japão, sem nenhum pelo do corpo, mas com uma aparência extremamente feliz.

Acredito que esse mangá seja uma completa loucura e não o entendi muito bem. Apenas segui a história e não levei nada a sério. Pode até ser um mangá divertido, uma vez que não faz sentido algum.

Oshimi possui enredos bem distintos, geralmente com uma reflexão existencialista. Mas em Devil Ecstasy nada disso acontece, e não é pelo fato de ser uma obra sobre peitos ou por ser sobre succubus tentando dominar o mundo, mas por ser um mangá que não deve ser levado a sério.

Durante a leitura me questionei muitas vezes o que estava lendo e como poderia falar sobre. Não é pelos peitos ou por toda sexualização exacerbada, mas pelo fato de tudo ser ridículo. Não que eu não goste de coisas bobas ou ache que não devam ser levadas à sério, afinal todo mundo tem seus guilty pleasures. A trama é instigante, principalmente nas partes do bordel Devil Ecstasy e a relação de Noburu com Meruru é algo curioso.

A arte aqui também não deixa a desejar e em certas ocasiões me vi assistindo a um filme. Um daqueles bem bobos dos anos 90, e apesar de peitos pra todo lado, as expressões são muito boas, como sempre foi característico no autor.

Esse certamente é um mangá que só indico para leitores despretensiosos, e de bônus tem apenas 4 volumes. Se você se interessa por uma leitura apenas por diversão, compre! Mas se tem algum incômodo com ecchi excessivo, apenas corra dos peitos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.