Comentando Volumes #1 – Blame e seu universo CyberPunk, Roma em crise e Zumbis bebês.

Decidi começar esse quadro que ainda não tenho certeza de sua periodicidade, mas que estou bastante empenhado em fazer. O intuito dele é fazer breves comentários sobre volumes de obras que estou lendo no momento.

Títulos Comentários: Blame, Bestiarius, Pluto, I am a Hero e Abara


Blame Vol.1 – Gene-Modem

Obra de Tsutomu Nihei, um mestre em retratar universos Cyberpunks e simplesmente um monstro em desenhar ambientes geométricos e engenhosos. Com 10 volumes, Blame foi lançado aqui no Brasil pela JBC e estou relendo essa obra que tenho na coleção.

Blame começa de forma misteriosa e até o final do primeiro volume não temos muita informação do que o nosso protagonista esta procurando nesse vasto universo retorcido e claustrofóbico criado por Nihei, Além do tal Gene-Modem. Existe poucos humanos e até criaturas nesse universo, boa parte do caminho, Killy esta sozinho em uma imensidão de canos, ferro e paredões. Primeiro volume consegue te fazer imergir de forma ótima nesse universo obscuro e silencioso da obra.
Confiram BLAME 1
NOTA 5/5


Abara Vol.1

Outra obra cyberpunk de Nihei, publicada muitos anos depois de Blame, Abara é mais uma obra ambientada em um universo caótico e distópico que o autor é mestre em criar.

Com apenas 2 volumes, peguei Abara para ler, depois de ter saboreado Blame e ter ficado deslumbrado com o universo criado pelo mangaká. Abara em momentos lembra Blame, ou parece que é tudo o mesmo universo, outras horas não. Esses primeiros 7 capítulos já dão um grande panorama da trama, conflito entre ”Gaunas Brancos” e o tal ”Gauna Preto” como uma espécie de salvador. A arte de Abara mostra que Nihei não é só bom em desenhar estruturas mas é um ótimo criador de armaduras e criaturas distópicas. Abara saiu pela Panini já faz tempo, não é tão fácil de achar. Mas estou gostando até agora. NOTA 5/5


Pluto Vol.7

Naoki Urasawa o criador de Pluto, obra baseada no clássico Astro Boy de Ozamu Tezuka. Estou chegando no final dessa obra maravilhosa e com certeza irei ler novamente já com todos os volumes em mãos, para não perder aquele ”feeling” de quando se compra por partes os volumes.

Esse penúltimo volume já começou bastante triste, depois da morte de Gesicth e Atom. Praticamente todos os robôs mais desenvolvidos do planeta foram assassinados com exceção de Epsilon. E cara que volume foi esse…deixando tudo já preparado para o próximo volume. É impressionante como Pluto tem todo um background e discussões morais e éticas paralelas a trama principal. Se você ainda não deu uma oportunidade para esse mangá, por favor dê. NOTA 5/5


I am a Hero Vol.5

Nosso mangá de 22 volumes sobre um apocalipse zumbi no meio do Japão continua firme e forte e nesse quinto volume fui surpreendido por nada menos que bebês zumbis pulando em carros haha é sério? Nossa dupla de protagonistas vão para um monte se abrigar e acabam se enfiando no meio de uma infecção em massa por BEBÊS, meu deus eu to adorando isso.

Kengo Hanazawa é um monstro em desenhar feições e situações em 3º pessoa e isso enriquece muito a obra. Você consegue entender com clareza as emoções expressas pelos personagens. Quase para o final do volume temos uma revelação que me deixou totalmente ”WTF?”

I am a hero continua ótimo e finalmente estamos vendo o japão sendo tomado pelos contaminados e a internet não fala de outra coisa. Ansioso pelo vol. 6
NOTA 5/5


Bestiarius Vol.6

Minha relação com essa obra é estranha, porque eu já reli ela 2x, sou apaixonado pela arte do autor, porém acho que já esta se estendendo demais. Alguém acaba com o império Romano logo por favor? Saiu o vol.7 e cara eu espero que já seja o último. Já estava ficando o famoso ”monstro da semana” o que acaba deixando a obra repetitiva.

Nesse volume temos a apresentação de mais uma criatura monstruosa que roma tem guardado, já perdi as contas de quantos haha.

Cyrus filho bastardo da esposa do Imperador que foi criado por uma Chimera gigante? SIM é isso mesmo. As lutas continuam ótimas e a arte de Masasumi Kakizaki é um show a parte. Estou seguindo mas já querendo que acabe.

O posfácio do Masasumi no final do volume me faz não pegar raiva da obra haha mais um volume bom apesar da repetição e aparição repentina de um ”novo” Flyn. O autor já disse que o próximo volume pode ser o ultimo, então que seja.  NOTA 4/5


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.