MB HQs: Grendel,Kentucky

Nem só de grandes sagas vivem as comics. Para falar a verdade, a maior parte dos títulos são compostas de minisséries. Algumas muito boas, outras nem tanto assim. É nesse ramo que atua a editora Hyperion, com narrativas menores e apostando em bons roteiros. Faz parte desse pequeno pequeno catálogo a AWA Studios com Grendel, Kentucky

A história conta com o roteiro de Jeff McComsey, famoso por suas obras de terror independentes e ilustrada por Tommy Lee Edwards, responsável por trabalhos como Madre Pânico e Superman Alienígena da DC. 

Em Grendel, Kentucky somos apresentados a uma EUA raiz, longe dos grandes centros, com uma população pequena e não muito hospitaleira. Tendo seus dias de glória na extração de carvão por muitos anos, viu os tempos mudarem e ter de se virar com pequenas plantações domésticas.

A história começa quando um membro conhecido da cidade morre de maneira violenta próximo à mina de carvão e os filhos retornam à cidade para o velório. Em um primeiro momento nos chama a atenção a rebelde Marnie, liderando uma gangue de motoqueiras delinquentes. Marnie está triste com a morte de seu pai adotivo, mas também desconfiada de que sua morte não tenha sido ocasionada por um Urso como a informaram. Assim damos início a uma história intrigante de investigação com traços de violência brutal.

Dividida em quatro capítulos, a história consegue prender a atenção do início ao fim. O mistério nunca é desvendado de fato e muitas pontas ficam soltas, mas a base de toda a trama é entrelaçada de forma simples focando na ação. 

Tudo é muito misterioso. O foco está em na plantação de Cannabis e uma lenda urbana da cidade foi desrespeitada. Temos uma história sinuosa que deságua em uma disputa por poder e vingança explorada de forma crua e nua. Tudo isso graças ao traço trash de Tommy Lee Edward que mostra com precisão o ambiente rústico Grendel. Além disso, as cenas de ação são muito bem trabalhadas. Não espere algo épico, mas esse é sim muito bem feito.

A edição da Hyperion é  maravilhosa. Conta com uma sobrecapa – a minha veio danificada pelos, mas nada grave -, uma capa linda com verniz localizado, orelhas e tudo com papel couchê.  Mesmo sendo uma obra curta, foi bem trabalhada e o preço é compatível com outras obras do mercado.

Grendel Kentucky mostra uma parte dos EUA desconhecida por muitos. Com muita ação e violência, é uma leitura simples e gostosa. Uma HQ que cumpre sua ideia de forma competente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.