MB Animações: Gokushufudo – A animação realmente prejudicou a obra?

Animes

Recentemente a animação de Gokushufudo (The Way of the Househusband) estreou na Netflix e eu, como um bom fã de comédias simplórias e atípicas, corri para frente da minha TV e assistir todos os 5 episódios de uma só vez (bem curtos, por sinal, 15min), e tudo que eu pude falar após a experiência foi “Ok, isso é bom… ISSO É MUITO BOM”. Mas, vamos por partes, como diria uma certo alguém…

– O que é “Gokushufudo”?


        “Gokushufudo” (The way of the Househusband) segue um ex-yakuza conhecido como “Tatsu Imortal”, o qual está a viver a sua carreira pós-crime como um dono de casa. Mesmo assim, ele arranja maneiras de se meter em confusões de tempos a tempos, embora agora elas se passem num corredor de mercearia ao invés de em algum beco.”

        Após a breve contextualização da obra, percebemos que essa é uma das ideias mais criativas no ramo da comédia oriental, já que boa parte das adaptações de comédias em animes seguem, geralmente, um padrão estético social universitário, ou de um padrão já construído no meio adolescente, com comédias sobre aptidões românticas e coisas assim.

-Por que Gokushufudo cumpre bem o seu papel como comédia.

        Antes de batermos no ponto mais polêmico (eu sei que você esta esperando por isso) quero fazer uma pequena ressalva no porquê a obra se mantém sempre dinâmica e vivida, e a resposta é mais simples do que se imagina:… A obra é episódica!


        Sim, é isso! Por ser totalmente cotidiana, a mesma se mantém sempre em situações que já vivemos ou viveremos (entretanto, por um olhar de um ex-yakuza) claro, com algo bem específico aqui e ali, que dá o toque de originalidade.

        Você deve ‘tá se questionando: “Ah, mas isso não faz a obra me manter vidrado por um longo período de tempo” e eu lhe digo, faz sim, quer um exemplo? A animação “Os Simpsons” está no ar com mais de 20 temporadas, episódica e intacta e, pra esse tipo de comédia, é um acerto em cheio.

        Quando você tem uma obra cotidiana e tenta prolongar um plot fixo por um maior tempo, você acaba gerando algo monótono. Porém, quando você pega esse plot, adiciona dinamismo, originalidade, boa construção episódica e uma quebra de expectativas, isso se torna não só bom, mais bom para um c@#$&… (Perdoem aqui minha falta de classe).

-A adaptação para anime

Afinal, a animação usada em Gokushufudo foi tão ruim assim? E eu finalmente os respondo, Não!Calma, calma ,não me apedrejem ainda, irei lhes explicar…

        A adaptação em anime foi feita pelos Studios J.C STAFF, que é um studio relativamente “mediano” e de baixo custo para obras que não são necessárias tanto investimento e é esse justamente o caso de Gokushufudo. A obra se dá bem pelo o que está acontecendo no momento entre a interação do personagem principal ao seu redor, e não somente da ambientalização.        Vale lembrar que quem dirigiu a obra foi “Chiaki Kon” e sabe que outra adaptação em anime ela dirigiu? “Gokudolls”.

Isso mesmo! Outro anime nesse mesmo estilo de animação, pegando também comédias relacionadas à Yakuza e que nem preciso falar que foi um sucesso (inclusive, recomendo).

A questão que muito se prega em “Gokushufudo” é a forma que foi anunciada e talvez isso tenha fomentado  o descontentamento sobre a adaptação, uma obra promissora, entretanto, mal apresentada no anúncio, o que criou altas expectativas no que viria ser animado.

Isso, nem de longe, tira o mérito da obra. A mesma se mantém bem adaptada para um anime de comédia neste estilo, com quadros do próprio mangá sublinhados e usados (Você não pode reclamar do design dos personagens agora, hein!)

-Vale a pena?

        Com toda certeza, é uma prato cheio para quem procura uma comédia descontraída e rápida. Não espere nada grandioso e mirabolante, tanto em história e em animação, apenas sente-se no seu sofá e assista com sua família, não vai se arrepender.      Os 5 primeiros episódios estão disponíveis na Netflix e uma segunda parte para o anime já foi confirmada.
(Não é por nada não, mas o trabalho de dublagem tá sensacional, então confiram lá)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *