MB Reportagem: O tríplice sucesso de Yusei Matsui

No dia 6 de Julho, foi lançado nas lojas japonesas o volume 1 de The Elusive Samurai, o mais novo mangá de Yusei Matsui. Já era esperado que suas vendas fossem gigantescas, porém, um dado recente do Ranking Shoseki surpreendeu até mesmo o mais otimista dos fãs. 

O Ranking Shoseki apresenta as vendas dos primeiros dias de um lançamento no Japão e ranqueia baseado nas vendas diárias. No primeiro dia, The Elusive Samurai ficou em 4º lugar nas vendas gerais, apenas atrás de Rurouni Kenshin: Arco de Hokkaido #6 , Blue Exorcist #27 e Black Clover #29. No segundo dia, sua posição caiu como esperado, mas ainda assim se manteve em sétimo lugar. Para colocar em perspectiva, Yozakura Family #9 caiu da posição 17 para 46. Então se manter tanto é um feito incrível.

Com isso, o autor já pode estar considerando uma questão de sucesso forte. Porém, essa não é sua primeira nem sua segunda empreitada de sucesso. O autor conseguiu fazer o mesmo feito na década passada e na anterior.

Em Fevereiro de 2005, Yusei conseguiu lançar Neuro: Supernatural Detective, uma história que durou até Abril de 2009, em 23 volumes. Suas vendas podem ser consideradas um sucesso, apesar de nada estrondoso ao que vemos nos dias de hoje. Em Janeiro de 2013, foi relatado que o mangá possuia 4,5 milhões de cópias em circulação, o que dá um total de quase 200 mil cópias por volume.A série rendeu CD Dramas, uma light novel, livros, além de diversos itens promocionais, assim como, claramente, um anime. Porém, sua obra mais famosa viria na década seguinte, precisamente no dia 2 de Julho de 2012, com a história do polvo amarelo que já virou até tema de dissertação sobre Paulo Freire.

Assassination Classroom chegou a revista há 9 anos, mas teve uma recepção assustadoramente calorosa. A resposta editorial cumpriu com a alta expectativa lançada, fazendo com que o mangá conseguisse a primeira colocação do TOC, o ranking interno da revista, já em seu 11º capítulo, repetindo o feito em seu 16º e sendo a capa da revista no 17º! Em menos de 20 capítulos, o mangá já obteve mais atenção editorial do que diversas séries mais longevas. Suas vendas também foram um sucesso, e mais do que isso, um estrondo.

Em sua primeira semana nas lojas, o primeiro volume de Assassination Classroom vendeu nada mais, nada menos do que 121.058 cópias. Mesmo com sua remessa inicial sendo de 300 mil, foram necessárias tantas reimpressões, que, em menos de um ano, o mangá já tinha 1 milhão de cópias em circulação. Foi a maior recepção de uma série novata da Jump já registrada até hoje. Em comparação, Spy x Family, que todos nós estamos vendo o sucesso que tinha 600 mil unidades em circulação a menos do que Assassination, quando ambos lançaram seu volume 3.

Claramente, esse sucesso explosivo garantiu diversos produtos, como jogos, participações especiais do Koro-Sensei, além de filmes, animes e dois live-actions. O mangá se encerrou em 2016, com seus 21 volumes. Hoje, vendeu mais de 25 milhões de cópias. E agora, após dois sucessos comerciais, Nige Jozu no Wakagimi, The Elusive Samurai, surpreende ao vender 32.073 cópias em sua primeira semana. Podemos estar prestes a ver um terceiro sucesso comercial de Yusei Matsui. 

Apesar disso, é necessário deixar um aviso para os que querem se aventurar na leitura: Esse mangá trabalha com diversos itens históricos japoneses, sendo o próprio protagonista, uma figura que realmente existiu. Portanto, o diálogo acaba sendo muito íntimo com os moradores da terra do Sol Nascente devido às suas ligações e referências históricas que nós desconhecemos. Isso não impede que aproveitemos a história, mas não conheceremos ela tão bem assim. Por isso, acredito que mesmo que seja um sucesso, não será algo de apelo comercial muito forte aqui no Ocidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.