MB Especial: O filme perdido de JoJo’s Bizarre Adventure

Jojo’s Bizarre Adventure já era famoso no Japão há muito tempo, mas foi graças à série de anime de 2012, produzida pela David Production, que a franquia se popularizou muito no Ocidente. Claro que antes disso a obra já tinha uma base de fãs, mas essa base aumentou, e muito, de uns anos para cá (inclusive eu mesmo fui desses que entrou na onda). Porém, a série de 2012 não foi a primeira adaptação animada que Jojo recebeu. Em 1993 o estúdio APPP lançou uma série de 6 OVA’s adaptando parcialmente a parte 3 do mangá, intitulada “Stardust Crusaders”. Em 2000, o estúdio lançou mais uma série de 7 OVA’s, complementando os lançados em 1993. Os animes citados podem até ser encontrados com certa facilidade no vasto ambiente digital, mas sabiam que existe um filme em animação de Jojo produzido por esse mesmo estúdio que é impossível de ser assistido por completo?

Em 2007, o autor do mangá, Hirohiko Araki, completaria 25 anos de carreira, assim como Jojo’s completaria seu vigésimo aniversário de publicação. Para celebrar a data, em 17 de fevereiro de 2007, começou a ser exibido de forma bem reservada nos cinemas japoneses o filme “Jojo no Kimyou na Bouken: Phantom Blood”, que adaptava a primeira parte do mangá e que praticamente se tornou uma lenda urbana. Acontece que, após o fim da exibição do filme nos cinemas, que ocorreu por volta do mês de abril daquele ano, o longa nunca foi portado para nenhum outro tipo de mídia, seja para o mercado home video, TV, stream e etc, tornando impossível o acesso ao material completo. 

Pôster de divulgação do longa

Por muito tempo, todo o material relacionado ao filme que tínhamos acesso se resumia às imagens promocionais, character designs e alguns vídeos como um piloto exibido na Feira Internacional de Anime de Tóquio de 2004, que você pode assistir clicando aqui; um teaser que acompanhou o jogo com o mesmo nome do filme, lançado para PS2 em 2006, que você pode conferir aqui; e um outro teaser que ficou disponível no site do filme enquanto este ainda permanecia online, e que ainda é possível assistir aqui, mesmo que o site já tenha sido extinto. Mas em 2012 o usuário do YouTube, Erik Zamora, liberou cerca de 16 minutos do filme. Segundo ele, um professor da Universidade de Artes, onde ele estuda, possuía algumas conexões com integrantes do estúdio APPP e conseguiu este trecho do filme para trabalhar com seus alunos de design de som. O vídeo possui uma trilha sonora, que segundo Zamora, é a trilha original do longa, mas os efeitos sonoros, como os de impacto ou de objetos, foram incluídos por ele. O vídeo possui baixa qualidade, não possui dublagem, e em alguns momentos da reprodução a animação é subitamente substituída por frames do storyboard do filme, mas infelizmente, é tudo o que temos acesso (por enquanto). Deixarei o vídeo abaixo para aqueles que se interessarem.

AAU 5th Semester Project – Jojo Compilation 

O filme possui duração de 90 minutos e foi dirigido por Junichi Hayama, que também foi responsável pelo design dos personagens. A produção permaneceu em cartaz entre 17 de fevereiro de 2007 e 09 de abril daquele mesmo ano. A trilha sonora foi composta pelo italiano Marco D’Ambrosio, que também já tinha trabalhado no excelente filme “Vampire Hunter D: Bloodlust”, produzido pelo estúdio MadHouse. Já a música de encerramento ficou a cargo do grupo japonês SOUL’d OUT, com a fantástica “Voodoo Kingdom”, que tirou elogios da maioria dos espectadores do filme. Essa música é constantemente utilizada em AMV’s de Jojo até os dias de hoje. Inclusive, a escolha dessa música foi tida por alguns como uma das poucas coisas realmente boas na produção, mas vamos abordar mais a fundo a recepção dela em breve.

Durante o período que o filme ficou em cartaz, alguns itens exclusivos poderiam ser adquiridos, itens esses que são raridades hoje em dia. Por exemplo, quem comprasse o ingresso antecipadamente receberia como brinde um chaveiro com a máscara de pedra, muito bem feitinho, por sinal.

Propaganda dos OVA’s antigos e do filme. À direita, o chaveiro da máscara de pedra.

Outro item, ainda mais cobiçado que o chaveiro, foram as estátuas com o busto de Jonathan Joestar feitas de bronze, com aproximadamente 25 centímetros de altura. Elas foram vendidas pelos cinemas do Japão onde o filme foi exibido. Porém, foram produzidas apenas 70 unidades e o valor era de 31.290 ienes, o que convertendo para nossa moeda, dá algo em torno de R$1.534,00. Esse era o preço em 2007, claro que hoje em dia tal item vale muito mais, não apenas por conta da quantidade extremamente limitada, mas também por conta de todo o “mistério” ao redor do filme.

Durante as pesquisas, acabei entrando em um blog de um japonês que usa o pseudônimo de “Diow21”. Na postagem feita no dia 10 de abril de 2007, ele relata a experiência de assistir ao filme no dia anterior, ou seja, último dia de exibição no Japão. Segundo ele, naquele dia a sala de cinema estava vazia, apenas ele e mais outras quatro pessoas assistiram àquela sessão. Também é dito no blog que, além da exibição em questão estar ocorrendo no meio da semana, a grande maioria das críticas ao filme eram negativas, especialmente na internet, o que também pode ter sido um motivo para o baixo número de espectadores naquele dia. O usuário também diz que só foi assistir ao filme pois é apaixonado por Jojo, e já tinha garantido o ingresso antecipadamente, justamente para ganhar o chaveiro promocional.

Entre as críticas mais frequentes do filme estão as grandes diferenças do longa para o mangá, inclusive o próprio blogueiro ressalta esses pontos. Ele cita as várias divergências do filme para o material fonte, dizendo que algumas delas podem até mesmo atrapalhar o entendimento caso a pessoa não tenha muito conhecimento sobre o universo de Jojo, como o ocultamento de detalhes importantes na relação entre o Jonathan e o Dio. Ele completa dizendo que acha que o diretor do filme não soube captar bem a real personalidade do antagonista. Não vou listar todas as diferenças aqui para não alongar demais o texto, mas caso queira ver quais são, aqui tem uma lista delas (em inglês). 

Outra crítica de Diow21 é em relação à qualidade da animação, à qual ele se refere como inconstante, dizendo que a qualidade subitamente cai em algumas partes. O que é uma pena se for verdade, pois eu realmente acho o traço do filme muito legal. Por fim, ele diz que o filme possui, sim, alguns bons momentos, e também elogia a escolha da música Voodoo Kingdom e a atuação dos dubladores. Contudo, de um modo geral, ele diz que o filme não vale a pena.

E por que o filme nunca mais foi visto ou exibido? Bom, não existe nenhuma posição oficial por parte do estúdio ou do autor, mas existem algumas teorias por aí. Uma delas é que a recepção do filme foi tão negativa que o estúdio resolveu jogá-lo para “debaixo do tapete” e fingir que ele nunca existiu; Outra é que o autor de Jojo, Hirohiko Araki, ficou tão desapontado com o filme que ele mesmo proibiu o lançamento do longa em DVDs ou fosse exibido em outras mídias como TV e internet; e também há a teoria de que o filme foi idealizado para ser exibido apenas nos cinemas desde o início, como algo limitado apenas ao período de comemoração dos 25 anos de carreira do autor (acho essa a suposição menos plausível, com certeza rolou algum problema nos bastidores).

Enfim, já se passaram 14 anos e na internet às vezes nos deparamos com pessoas que alegam terem assistido ao filme de forma x ou y, mas sei lá, não coloco muita fé nisso. O fato é que, atualmente, não existem formas conhecidas de termos acesso ao material, o que só serve para atiçar ainda mais os fãs, inclusive eu mesmo gostaria muito de assistir ao filme, mesmo que ele seja ruim, pelo simples fato de ele ter ficado inacessível por tanto tempo. Espero que isso possa mudar algum dia. Porém, como disse no início do texto, em 2012 uma nova série baseada no mangá foi lançada, e popularizou a saga da família Joestar nos quatro cantos do globo, inclusive hoje em dia temos até mesmo o mangá sendo publicado no Brasil (Uhuuuu).

E vocês, sabiam dessa história? Espero que tenham gostado da curiosidade! Nos vemos em breve!!!

Referências:

https://jojo.fandom.com/wiki/JoJo%27s_Bizarre_Adventure:_Phantom_Blood_(film)

https://lostmediawiki.com/JoJo%27s_Bizarre_Adventure:_Phantom_Blood_(partially_found_anime_film_based_on_manga;_2007)#cite_note-2

https://diow21.exblog.jp/5486683/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.