MB Lista: 8 Animes marcantes que foram lançados em outras temporadas de primavera

A temporada de animes no Japão está conectada com as estações do ano, distribuindo-se entre: inverno, primavera, verão e outono. A recente temporada de primavera tem nos agraciado com grandes animes, mas em outras primaveras diferentes obras desabrocharam. Alguns se tornaram populares e viraram referência, já outros ficaram presos nas diversas rodinhas de discussão, trazendo intensos e divertidos debates.

1.Kimetsu (2019)

Kimetsu no Yaiba (2019)

Estúdio: Ufotable

Direção: Haruo Sotozaki

Episódios: 26

Demon Slayer é um fenômeno entre as produções da atualidade, sendo um sucesso histórico que impactou até mesmo no disparo descomunal de vendas dos volumes da obra de Koyoharu Gotougue. A jornada de Tanjiro pela busca de tornar a irmã humana novamente encantou milhares de pessoas com sua trama junto de uma deslumbrante e épica animação.

2.Wotakoi (2018)

Wotakoi (2018)

Estúdio: A-1 Pictures

Direção: Yoshimasa Hiraike

Episódios: 11

Dois amigos otakus decidem se arriscar e começam um romance, nos propiciando uma divertida e fofa comédia romântica sobre as dificuldades do amor entre otakus. Wotakoi recebeu uma temporada na primavera de 2018, e é provavelmente uma das melhores obras com esta temática dos últimos anos. Se destaca por uma abordagem mais leve do romance, desfazendo alguns preconceitos sobre o termo otaku. Infelizmente ainda não há previsão de uma nova temporada, mas o mangá foi recentemente finalizado no Brasil pela Panini.

3. Ping Pong the Animation (2014)

Ping Pong the Animation (2014)

Estúdio: Tatsunoko Production

Direção: Masaaki Yuasa

Episódios: 11

Pingue-pongue envolve muita destreza e dinâmica. Seria possível um anime transmitir bem essa intensidade? Sim, Ping Pong the Animation consegue e de forma sublime. O mirabolante Yuasa, de Devilman Crybaby e Eizouken, conduz um estilo de animação único que foi capaz de irradiar a atmosfera presente no jogo, entre o destaque às ambições dos personagens dessa história e seus dramas.

4. Monster (2004)

Monster (2004)

Estúdio: Madhouse

Direção: Masayuki Kojima

Episódios: 74

Monster é considerado por muitos uma obra-prima, seja entre os mangás de Naoki Urasawa ou entre os seinens que ditam toda a demografia. Na trama, acompanhamos Kenzo Tenma, um renomado cirurgião que se vê em uma situação de escolher entre operar um garoto ou o prefeito da cidade. Em 2004, recebeu uma adaptação pela Madhouse, extremamente bem desenvolvida, não só no quesito trama, mas também em sua direção. Se tornando um verdadeiro clássico, não apenas pelo mangá, mas também pela animação.

5. Ai Yori Aoshi (2002)

Ai Yori Aoshi (2002)

Estúdio: J. C. Staff

Direção: Masami Shimoda

Episódios: 24

Kaoru Hanabishi é um estudante comum, ou pelo menos parece ser. Emancipado muito jovem da sua família, após sofrer anos de abuso por parte do seu avô, vive sozinho e trabalha para se sustentar. Seu passado é revivido no momento em que Aoi Sakuraba, uma garota que foi prometida como sua noiva quando ainda era ligado à família, bate à porta, virando sua vida de ponta a cabeça e florescendo sentimentos que o mesmo havia esquecido. A obra contou com uma posterior segunda temporada, mas nunca chegou a ser finalizada no anime.

6. Cowboy Bebop (1998)

Cowboy Bebop (1998)

Estúdio: Sunrise

Direção: Shinichiro Watanabe

Episódios: 26 

“A obra, que se tornará um novo gênero por si só, será chamada de… Cowboy Bebop”. A icônica frase, que aparece durante os episódios da série de gêneros sci-fi e faroeste espacial, é a síntese da aclamada originalidade que este anime possui. Cowboy Bebop é um clássico, marcando a crítica e os espectadores através dessa aventura espacial de Spike, Jet, Faye, Ed e o cachorro Ein na nave Bebop.

7. Dragon Ball Z (1989)

Dragon Ball Z (1989)

Estúdio: Toei Animation

Direção: Daisuke Nishio/Shigeyasu Yamauchi

Episódios: 291

Tratando-se de animes lançados em temporadas de primavera, nessa lista não poderia faltar aquele que é considerado o mais popular do mundo. Sendo sequência e expansão do universo criado por Akira Toriyama, Dragon Ball Z repercutiu tanto no Japão, como fora dele, sendo um enorme impacto cultural. No Brasil, as batalhas de Goku e seus amigos popularizaram bastante entre gerações, com o impulso das exibições nos canais Band e Globo. 

8. Ashita no Joe (1970)

Ashita no Joe (1970)

Estúdio: Mushi Productions

Episódios: 79

Diretor: Osamu Dezaki

Na primavera de 1970, estreou a adaptação animada de Ashita no Joe. Na obra, acompanhamos Joe Yabuki, um garoto sem destino e que tenta sobreviver em um Japão assolado pela pobreza. Após conhecer o frustrado Danpei Tange, um ex-boxeador que não obteve grande sucesso durante sua carreira, Joe começa a trilhar seu caminho no boxe. Também é importante destacar que seu diretor Osamu Dezaki empregou algumas técnicas que se tornaram referência para toda a indústria de animes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.