MB Animações: Dragon Ball Super – Super Hero

Estreia do novo Dragon Ball Super: Super Hero aqui no Japão e já fui conferir como ficou. Confira nossa análise.

Pode conter spoilers… mas nada que comprometa.

O filme começa recapitulando a luta do Goku contra a Red Ribbon em Dragon Ball e contextualizando o novo vilão como neto e filho do antigo chefe. Magenta tenta reviver o exército da Red Ribbon e contrata o Dr. Hedo para ajudá-lo.

O Dr. Hedo é neto do Dr. Gero. Fã de super-heróis e um super gênio que quer produzi-los. A Android 21 aparece como canônica, pois é referenciada quando está explicando a linhagem do Dr. Hedo.

Pan está com 3 anos e temos dois novos andróides criados pelo Dr. Hedo, Ganma 1 e  Ganma 2.

O grande vilão do filme é um Cell gigante, o Cell Max, construído pelo Dr. Hedo. Ele achou que estava construindo um herói da justiça, mas o que realmente conseguiu foi um monstro sem mentalidade nenhuma.

Piccolo tem duas novas formas. O potencial liberado e o Orange Piccolo. Esta última, fica com uma cor alaranjada e com um corpo mega musculoso ao fã fazer um pedido das Esferas do Dragão. Dendê atualiza o Shen Long para que possa realizar o desejo – igual o que foi feito pelo grande patriarca com Gohan e Kuririn na saga de Freeza em Namekusei.

Broly, Goku e Vegeta só aparecem treinando no planeta do Bills. Vale lembrar que são meros coadjuvantes nesse filme, aparecendo poucas vezes.

Gohan ganha uma nova forma. Seu cabelo fica como era quando criança e estava Super Saiyajin 2, mas totalmente branco-prateado, com olhos vermelhos e o seu ki fica vermelho com tons de branco. Nos fóruns essa transformação foi apelidada de Silver Gohan. 

Piccolo termina assumindo três formas, pois é lembrado de um poder que pode ser usadcontra o Goku no Dragon Ball clássico, que ele fica gigante. E ele fica do mesmo jeito como Orange Piccolo.

Na hora que o Gohan se transforma em “Silver Gohan”, toda a cena é meio que inspirada em quando ele se transformou em Super Sayajin 2 pela primeira vez. O Picollo está quase morrendo mas mãos do Cell, foca de cima, e o olho do Gohan fica vermelho, aí vem a mudança.

Assim, eu achei a transformação do Gohan meio desnecessária. Parece uma das transformações criadas por fãs, para ativar a nostalgia. Tirando esse fato, a história é legal, bastante referência ao Dragon Ball clássico e a Saga do Cell em Z.. O CGI está muito bem feito, não atrapalhou em nada, e está parecendo o do Dragon Ball Z: Kakarot.

Como mencionei mais acima, Goku e Vegeta são meros coadjuvantes. Não vá assistir achando que será mais uma aventura dos dois pois sairá frustrado. Em Dragon Ball Super: Super Hero o foco estará em Gohan e Piccolo.

Vale destacar que o Ganma 2 é um dos melhores personagens do filme.

Aqui no Japão, os primeiros 100.000 que compraram ingressos, ganharam um card especial.

Texto por: @cassio899


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.