MB Review: Spectreman vol. 3

Em seu terceiro volume, Spectreman volta para derrotar monstros enviados por Gori, que continua criando planos mirabolantes para dominar a Terra. Por mais que a série demonstre alguns sinais de cansaço, ainda pode divertir aqueles que gostaram dos volumes anteriores.


 

 

Neste volume acompanhamos Spectreman em uma batalha contra monstros enviados por Gori, que pretende dominar o planeta. A estrutura é semelhante à dos volumes anteriores, mas por mais se mantenha divertido, a fórmula já mostra sinais de cansaço. 

Os capítulos continuam episódicos, mas há uma ligeira evolução na trama geral, já que Jouji revela ser o Spectreman pela primeira vez e se declara cidadão da Terra. Também é criada uma Divisão de Combate à monstros, algo de pouca utilidade, mas os personagens que a integram são colegas de trabalho do protagonista. No mais, um monstro surge a cada capítulo e cabe ao Spectreman resolver a situação.

 

 

 

Às vezes chega até a ser engraçado, já que em certa ocasião Gori tem a brilhante ideia de fazer com que as crianças se rebelem contra os adultos, e assim, ajudá-lo em sua dominação mundial. Por mais que esse capítulo seja interessante, a fórmula repete bastante. Tenho plena consciência que isso é uma característica da época, até porque nos anos 70 a maioria dos tokusatsus seguiam o formato de “monstro da semana”. Só que lendo hoje, vemos que esse tipo de enredo envelheceu mal.

Outra coisa que reparei, é que o autor tentou fazer cenas de ação mais elaboradas neste volume, mas nem sempre funciona. Apesar de gostar do traço, o artista não consegue dar dinamismo às batalhas, deixando as cenas até mesmo um pouco confusas em algumas ocasiões. Dito isto, há sim boas batalhas e histórias no volume 3, como o capítulo do Monstro do Petróleo, com uma carga emocional mais forte que nos demais contos; também o conto de Moonthunder, o Monstro da Lua, que também é bem legal; ou quando uma esfinge do antigo Egito cria vida e decide atacar um instituto de pesquisa nuclear no Japão, apenas para citar alguns. Como disse anteriormente, mesmo com pequenos problemas, continua divertido, e se você gostou dos volumes 1 e 2, com certeza vai aproveitar bem esse terceiro. Lembrando que a série acaba no volume 4, então vamos ver como as coisas se desenrolam no próximo volume.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.