MB HQ’s: Transmetropolitan

Em 1997, Warren Ellis (roteiro) e Darick Robertson (arte) juntam-se para lançar Transmetropolitan, série publicada entre 1997 e 2002 pela DC Comics. O quadrinho apresenta uma temática totalmente cyberpunk, e aborda temas como política, religião e diversidade, tudo pelo ponto de vista de um protagonista inusitado e paranóico, Spider Jerusalém. No MB Review de hoje, falaremos do volume 1.

A história de Transmetropolitan começa com Spider Jerusalém, um sujeito totalmente estranho, sendo cobrado por seu antigo diretor, para qual devia 2 livros de seu prévio contrato e que, se não cumprisse com suas obrigações, seria acionado judicialmente. 

Vemos então que o Spider estava isolado por 5 anos, em montanhas longes da cidade, lugar que ninguém tinha coragem de ir. Obrigado a cumprir sua dívida, o protagonista precisa voltar para cidade, arranjar um emprego, uma moradia e buscar o que comer. Assim começa o primeiro arco de Transmetropolitan, dando o nome ao encadernado ‘’De Voltas às Ruas’’. 

Chegando na cidade, somos apresentados ao mundo cyberpunk de Transmetropolitan e nesse ponto a arte de Darick é extremamente competente, trazendo diversos detalhes em cada quadro daquele mundo. Spider se encontra com um antigo amigo, Mitchell Royce, editor da cidade, e lhe pede um emprego como jornalista. Além de conseguir o emprego, Spider também consegue uma moradia e muda radicalmente seu visual, pois o mesmo parecia um mendigo. Nesse pequeno trecho da obra ao qual vemos a chegada da cidade até o momento da moradia, temos vários detalhes e conceitos tecnológicos que os autores apresentam, dando riqueza àquele cenário cyberpunk. 

Quando Spider Jerusalém vai se atualizando das notícias, para poder entregar sua primeira coluna, acaba se deparando na TV com Fred Christ, um antigo conhecido que está com uma aparência totalmente diferente, meio alien meio humano. Instigado com essa bizarra mudança, o recém jornalista vai atrás de Fred e somos apresentados ao primeiro tema do volume: a diversidade. Os Transiente, seres que mudaram sua genética para terem habilidades de outros seres, neste caso, de aliens, acabaram sofrendo grande preconceito da população por sua aparência bizarra, deixando de conseguir emprego, por exemplo, o que fez com que Fred liderasse uma revolta na área de ‘’Anjos 8’’, buscando reconhecimento e direitos para todos os Transientes. 

O primeiro arco de Transmetropolitan mostra o poder do jornalismo e como ele pode mudar o rumo das coisas. Toda a parte da revolta de Fred e dos Transientes acabam incomodando os políticos, que estão em ano de reeleição e, como todo mundo sabe, é o ano em que eles têm que mostrar serviço. O desfecho do arco é algo que faz o leitor se questionar sobre temas importantes e acaba sendo algo bem atual. 

Após esse primeiro arco, Spider Jerusalém acaba ganhando sua primeira assistente, Channon Yarrow, uma das prostitutas apresentadas no arco anterior e que foi inspirada a se tornar jornalista devido aos acontecimentos anteriores. Uma personagem bem bacana que faz uma boa dupla com o protagonista, rendendo vários momentos muito bons. Em um outro capítulo desse encadernado, somos apresentados um pouco mais a como funciona esse mundo cibernético e é claramente uma crítica ao modo de publicidade exagerada em diversos meios de comunicação, algo que ironicamente é bem atual também, rendendo momentos bem bizarros como uma ‘’bomba de compra’’, que faz com que o telespectador veja propagandas até em seus sonhos. 

Trasmetropolitan é uma excelente obra de Waren Ellis, apresentando conceitos totalmente bacanas e é muito interessante como conseguem abordar temas delicados como religião, fazendo criticas certeiras cheias de ironia e humor negro e que acabam sendo bem atuais, apesar dos mais de 20 anos da publicação. Com certeza, é uma obra que vai fazer os leitores refletirem de uma maneira divertida.

A série está sendo republicada pela editora Panini e deve conter seis encadernados no total, em capa dura, formato americano e papel couchê. O primeiro volume foi recentemente reimpresso, ao preço de R$57,90, contendo 148 páginas com os primeiros seis capítulos da série. Caso queiram adquirir a edição: https://amzn.to/3DUkhza .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.