MB Review: Horácio Completo – 1963 a 1969

A coleção Horário Completo, publicada recentemente pela editora Pipoca e Nanquim, compila todos os tabloides originais pelo autor Mauricio de Sousa, que foram publicados semanalmente pelos jornais Folha de S.Paulo e O Estado de S. Paulo, conhecido por Estadão, entre 1963 e 1992.

Essa primeira edição contém os tabloides semanais entre 1963 e 1969. Totalmente colorido, a maioria dessas histórias são divididas por capítulos como minisséries, e os leitores desta época antiga esperavam o final de cada minissérie por muitas semanas. As histórias iniciais são realmente interligadas. Antes de ganhar a própria história, o Horácio estreou nas tirinhas do Piteco, em 1960. Ele foi domesticado pelo Piteco, na verdade, era coadjuvante em muitas tirinhas dele. Ele era pescoçudo e tinha cristas nas costas, cabeça e rabo. Era muito diferente de nós conhecemos!

Voltando a falar sobre histórias do Horácio, o dinossauro foi expulso pela aldeia de Lem, porque ele foi acusado de comer demais, aí ele parte em busca de sua mãe. São muitas aventuras diferentes ao longo das histórias, como cemitério dos mastodontes, terra dos Napões, casamento maluco, viagem no espaço, fumaça do futuro, toca dos Cumpinchins, arca do Noé, disputa de povos, extraterrestres e muito mais! Além dessas aventuras, o Horácio conhece e faz certas amizades com o Antão, o Tecodonte e a Lucinda! Ele é tiranossauro rex bem manso, não feroz, adora comer alfaces e conversar com amigos!

Tem um tabloide bem interessante que Horácio se tele transportou para o ‘presente’, pois ele foi convidado pelo Cebolinha de camiseta rosa (era assim) para participar da festinha do aniversário do suplemento ‘Folhinha de S. Paulo’.


Edição física

O primeiro volume desse livro é muito grande e luxuoso, da editora Pipoca & Nanquim, tem mais de 300 páginas com capa dura e papel couchê de alta qualidade. Possui apresentação do próprio Maurício, mais de 280 tabloides semanais (tem datas cronológicas quando foram publicados pelos jornais), e histórias contando as experiências do trabalho do Sidney Gusman, curiosidades e biografia do autor! Essa edição é um ótimo trabalho!

As desvantagens desta edição são a fonte de letras e ortografia atual da nossa língua. Na minha opinião, eles deveriam manter as letras próprias do Maurício e a ortografia dos anos 60, como resgate histórico.

Tenho a edição da Panini, que é bem maior que a da Pipoca & Nanquim, mas tem menos de 120 páginas, com capa dura e papel offset. Conta com apresentação e curiosidades, mais de 100 tabloides de ordem cronológica, e um artigo falando como era Piteco, antigo e atual, mostrando esboços da turma do Horácio pelo próprio autor e apresentando as características do dinossauro fofo. Bom, a Panini lançou apenas um volume… o projeto não deu certo mesmo.


Evolução dos traços do Horácio

1960 -> 1970 -> Atual

Curiosidades

  • Alguns tabloides desses jornais foram redesenhados para os gibis da Mônica, veja a foto do gibi do número 2 de Mônica da editora Abril.
Primeiro tabloide do Horácio – Historinha de Horácio no gibi de Mônica n°2 da editora Abril.
  • Horácio foi publicado no jornal japonês ‘Ichigo Shinbun’, da Sanrio entre 1975 e 1982, e voltou a ser publicado atualmente. Essa empresa famosa licencia a personagem mais querida Hello Kitty!

Conclusão

A coleção Horácio vale a pena demais para quem adora histórias clássicas da Turma da Mônica. Eu não recomendo a crianças, porque essa edição tem um conteúdo não recomendado para a faixa etária (preconceito, suicídio, violência, etc).

Confira:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.