MB HQ’s: A Saga do Batman #1

O Batman é um dos heróis mais queridos e amados de todos os tempos. Sua história de vida é seu senso de justiça misturado com diversas camadas conflitantes de sua personalidade. O morcegão nos rendeu ao longo dos anos histórias fantásticas e importantes para a arte dos quadrinhos.

A coleção A Saga do Batman pega justamente o início de uma parte relevante de sua história. Jason Todd é o atual Robin e sua personalidade rebelde está começando a aparecer. Batman surge afetado tanto por seu “rompimento” com Dick Grayson quanto por seu dilema com seus sentimentos por Selina Kyle. Bruce Wayne, porém, mal sabe que um evento que mudará sua vida está mais próximo do que imagina.

ALERTA DE SPOILER

Esse primeiro volume já começa com uma história impactante. Alguém está se passando pelo Batman e matando os bandidos por toda Gotham. O herói está sendo perseguido pela polícia e virou notícia na TV. Cabe a Bruce descobrir quem está se passando por ele e desmascará-lo. 

Esta história, que tem duas partes, tem um prosseguimento interessante e uma mensagem muito forte. A trama não acaba apenas com a prisão do verdadeiro assassino, mas com a fuga dele mostrando um ponto de vista distorcido do vilão, que passou da linha tênue entre ser herói e ser um justiceiro. Simplesmente uma história fantástica!

A segunda história já é mais trivial. Batman luta contra os malfeitores junto de Robin e Mulher-Gato. O Coringa não aceita o fato dela ainda estar apaixonada pelo herói e utiliza da tecnologia para mudar sua opinião, com sucesso. Batman passa a persegui-los com o intuito de recuperar o pensamento da Mulher-Gato, não conseguindo. Mas captura o Coringa.

A terceira história trata do Espantalho e uma droga que ele desenvolveu que retira o medo das pessoas e as fazem esquecer o limite do perigo. O vilão acaba sequestrando o Robin e aplicando a droga no Batman, que precisa entrar no esconderijo do inimigo e testar os seus limites.

A quarta história é escrita pelo nosso querido “Bruxão”, Alan Moore, e é o ponto alto do encadernado. Ela foca o ponto de vista distorcido do Cara de Barro, e a motivação dele em odiar o Batman. Vemos o lado psicótico do vilão e a nobreza do Batman, que não quer simplesmente eliminar seus inimigos. Essa história engrandece ainda mais os eventos que Moore coloca em A piada mortal, mostrando literalmente o ponto de vista dele sobre o Batman.

Por fim, uma história com o Pinguim que quer a condicional para se casar e virar um homem do bem. Mas Batman anda desconfiado das atitudes do vilão e passa a vigiá-lo. Sem o mesmo impacto, mas com um final surpreendente.

FIM DOS SPOILERS

Os anos 1980 trouxe grandes mudanças para a vida do herói. O sucesso iniciado com Jovens Titãs ajudou a trazer um Batman mais complexo e denso em sua personalidade. Além de demonstrar pontos de vista diferentes dos vilões, humanizando um pouco.

Dito isso, o roteiro desta fase de Max Allan Collins e Mike W. Barr, com a breve passagem de Alan Moore, é sem dúvida o ponto alto da HQ, com histórias que te prendem do início ao fim.

Já nas ilustrações, há um time de primeira linha, com os lendários Jim Starlin, Alan Davis, entre outros. As mudanças da arte são nítidas, variando de um visual mais colorido a algo mais sombrio, deixando nítido ao leitor que as histórias mudam o seu teor.

Falando um pouco da edição Panini, ela segue a linha Marvel Coleção Clássica, Saga do Superman e Lendas do Universo DC: Novos Titãs. A capa de papel cartão com lombada quadrada e papel off-set 90g traz o charme necessário, além de ter um ótimo custo-benefício.

A Saga do Batman #1 é uma ótima porta de entrada para quem quer começar a ler as histórias do personagem. São ótimas tramas que se mantêm atuais e atrativas, mesmo após 35 anos da publicação original. 

Em breve devo trazer mais conteúdo sobre esta coleção, que dá oportunidade de rever histórias tão importantes para o que chamamos de Era Moderna dos Heróis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *