MB HQ’s: Avatar – A Lenda de Aang: A Promessa

Recentemente a editora Intrínseca lançou o primeiro volume das HQs de Avatar – A Lenda de Aang, que nos apresenta algumas histórias após os acontecimentos da série de TV da Nickelodeon. 

A história foi escrita por Gene Luen Yang (vencedor do Eisner), mas em colaboração com os criadores da série, Bryan Konietzko e Michael Dante DiMartino, logo essas histórias são canônicas, e se encaixam bem na história de Avatar, tanto de Aang quanto de Korra, a próxima Avatar. 

Como é uma continuação da série de TV, a resenha a seguir conterá spoilers, então prossiga caso você já tenha terminado de assistir ou não se importe com alguns spoilers.

<spoiler alert>

Sinopse: Aang e seus amigos conquistaram o mundo com a sua trama sobre disputas entre grandes nações e a reencarnação do Avatar – o único capaz de dominar os quatro elementos e assegurar uma convivência pacífica no planeta.

Após a derrota do Senhor do Fogo Ozai, o Avatar deseja restaurar a liberdade e a harmonia. Mas quando seu plano para realocar os colonos da Nação do Fogo que moram no Reino da Terra dá errado, o acordo entre o Senhor do Fogo Zuko e o Rei da Terra Kuei é colocado em xeque. As tensões aumentam, e os povos se dividem.

Enquanto Aang e Katara se esforçam para impedir a eclosão de uma batalha, Sokka ajuda Toph a preparar seus alunos Dobradores de Metal para defender sua escola de uma classe rival de Dobradores de Fogo. O caos está instaurado e longe de ter fim. Será que Aang conseguirá manter sua amizade com Zuko e trazer a paz para as quatro nações ou o mundo mergulhará em uma nova guerra implacável.

———–

Uma breve recapitulação: Aang é o Avatar, o único capaz de controlar os 4 elementos: água, terra, fogo e ar. Mas, devido ao ataque da Nação do Fogo contra as outras 4 civilizações (Nômades do Ar, Reino da Terra e Tribos da Água Norte e Sul), o Avatar, que era apenas um garoto, desapareceu. Depois de 100 anos, ele foi descoberto por um casal de irmãos da Tribo da Água, e depois eles foram atrás de ensinar ao Avatar todos os elementos e acabar com os planos da Nação do Fogo de conquistar todo o mundo.

A história da HQ começa logo após os eventos da série, com Lorde Zuko e Rei Kuei se comprometendo a retirar as colônias da Nação do Fogo do território do Reino da Terra, no projeto chamado “Movimento para Restauração da Harmonia”. Nisso, Zuko tem uma preocupação que ele ficasse igual ao seu pai, por isso pede a Aang para que, como amigo, acabe com ele caso ele se torne mau. Relutantemente, Aang aceita essa promessa.

Um ano depois, Zuko tem alguns problemas com esse projeto, principalmente com a primeira colônia, Yu Dao, que possui uma resistência dentro da própria cidade. Após ser atacado por um membro dessa resistência, Zuko vai para a cidade e vê, com seus próprios olhos, o que esses cidadãos querem, e retira seu apoio ao Movimento.

Aang fica sabendo que Zuko voltou atrás, e vai atrás do seu amigo para conversar, porém não antes sem alguns desentendimentos e umas batalhas, onde Katara mostra suas habilidades e seu amor para com Aang. Essa é a intenção, mas o principal obstáculo de todo o volume: Os personagens querem, mas não conseguem conversar e trocar suas ideias.

Junto a esse plot do Senhor do Fogo desfazendo o tratado com o Rei da Terra, intermediado pelo Avatar, temos também uma história sobre a Academia de Dobra de Metal Beifong, onde Toph, a mestre de Dobra de Terra de Aang procura ensinar a seus novos alunos como dobrar metais. No caso só procura, pois seus 3 alunos não mostram talento para isso. E pior, com a retirada do apoio ao Movimento para Restauração da Harmonia pelo Lorde do Fogo, o antigo mestre do local, um Dobrador de Fogo, deseja o espaço de volta. Então, com a ajuda de Sokka, é proposto um desafio entre as duas escolas, e quem fizer o time adversário sentar, fica com o local. Mas Aang ainda tem um pequeno subplot para resolver, com algumas meninas fundando um fã-clube seu, despertando um pouco de inveja na Katara.

Essa HQ complementa bem o que vimos na série de Avatar, além de ser uma pequena ponte ao que veremos em A Lenda de Korra. Assim, torço que a editora Intrínseca traga os outros 6 volumes omnibus de HQs de Avatar, isso considerando só a série principal, e não as HQs de Korra.

Falando sobre a edição: é um omnibus, então é um compilado de 3 volumes, que podemos chamar de capítulos, que com os extras (esboços de capas e personagens), temos 232 páginas, todas coloridas por R$49,90. Durante minha leitura, não encontrei nenhum problema de revisão que saltasse à vista, só fiquei com o pé atrás pela não tradução de oogie, que é o sentimento do Sokka ao ver as carícias açucaradas de Aang e Katara. Mas é bom avisar: no meu lote teve um problema, em que algumas páginas foram impressas com problemas de alinhamento, então fica avisado. Não fica impossível de ler, mas incomoda um tanto.

Onde comprar: Amazon

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.