MB Classic: Love Hina

Ah! Um romance aquece nossos corações, e com comédia fica ainda melhor. Vamos relembrar a história dos moradores da pensão Hinata para mulheres: Love Hina. Sucesso dos anos 2000 publicado pela JBC e transmitido na PlayTV.

“A garotinha com quem eu prometi casar após ambos passarem na Universidade de Tóquio”. Com essa promessa começa as desventuras de Keitarô Urashima, um “Ronin” que está aficionado em passar na Todai a qualquer custo, porém ele não lembra sequer o nome da garota da promessa. Entretanto, após reprovar diversas vezes, foi cuidar da pensão de sua avó. O que ele não sabia era que ela havia transformado a pensão Hinata em exclusiva para mulheres. 

Começa, então, uma das histórias mais populares dos mangás. Love Hina tem uma mistura de bons personagens, comédia nonsense, romance e muitos banhos em termas. A história agrada por ser leve, sem comprometimento e propositadamente caótica.

Mesmo com elementos de Harém e muito fanservice, o romance entre Keitarô e Naru se sobressai na bagunça gostosa que é a obra, deixando muitas saudades de quem leu/assistiu.

Love Hina é a primeira obra de sucesso de Ken Akamatsu (Negima e UQ Holder!), saindo na Weekly Shounen Magazine, da editora Kodansha, com 14 volumes. O mangá veio pela Editora JBC, como um dos primeiros saindo em meio tanko (2002-2003) e anos depois em tanko inteiro (2013-2015), ambos com muito sucesso.

Já a animação tem 24 episódios, exibidos no Brasil pelo Cartoon Network e pela  extinta PlayTV. Além da série, tem 6 OVA’s, incluindo o Love Hina Again, com 3 episódios.

Love Hina não foi o primeiro título japonês de romance a aparecer no Brasil, mas foi um dos mais populares com sua proposta simples e nonsense, com muitas aventuras, explosões, banhos e tartarugas. Sendo uma obra gostosa que deixa saudades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.