MB HQ’s: Quarteto Fantástico – Antologia

Quarteto Fantástico é um grupo que passou por diversos altos e baixos desde sua criação, mas é impossível não ser arrebatado por suas histórias e sua importância para o Universo Marvel. Surgindo em 1961, o grupo tinha como objetivo inicial rivalizar com a primeira grande equipe de heróis, a Liga da Justiça, iniciada em 1960 pela DC. Em meio a necessidade de disputar com um título tão emblemático, Jack Kirby e Stan Lee criam um grupo de seres poderosos, mas a alcunha de poderosos não definiria essa equipe de heróis. O Quarteto Fantástico é uma história sobre família, pessoas comuns e o peso de se tornar uma fonte de esperança para um mundo cheio de incertezas.

Entender o peso das mensagens que uma história apresenta é um dos processos mais legais em qualquer grande história. Esse provavelmente é o maior motivo para se ler as antologias que tem saído pela Panini, a edição está longe de ser apenas um apanhado de histórias, os vários comentários e a contextualização dessa fantástica história são elementos que nos prendem e tornam cada fase valiosa. 

A antologia reúne histórias dos mais diversos roteiristas e períodos de publicação do grupo. É particularmente espetacular passar por essas diferentes formas de contar história, entre as mudanças de arte e roteiro, percebemos o valor de cada erro e acerto. Conhecemos sua origem, seus flagelos, e o surgimento de alguns dos maiores vilões do grupo, que posteriormente levariam o terror ao Universo Marvel. 

É difícil resumir uma grande história em poucas palavras, mas tenho que admitir que a experiência de conhecer o título foi incrível. Aspectos como a mudança na representação feminina de Susan Storm e a relação de Ben Grimm com sua aparência ditam o ritmo das mudanças ao longo da antologia, aprofundando nossa relação para além dos personagens, e agregando valor às mudanças que os conectam a cada década que se passa.

As histórias que se focam em Susan nos mostram as mudanças que a concepção e valores do que seria a família mudou com o passar das décadas, em especial a posição da mulher em relação a essa família e a sociedade.

Por fim, a publicação desta antologia permite conhecer muito bem os personagens e as diversas fases ao longo da sua publicação. Aproveitando o melhor que se tem a oferecer, em uma edição muito bem contextualizada e de ótima qualidade.

  • – O primeiro quadrinho do Quarteto Fantástico foi publicado em 1961, mas sua história começou a ser trilhada em uma partida de golfe entre Martin Goodman (dono da Marvel na época) e Jack Liebowitz (um dos donos da DC na época). Liebowitz teria se gabado das vendas do recente Liga da Justiça (1960), levando Goodman a seguir a mesma proposta e criar um grupo de heróis.
  • – Stan Lee e Jack Kirby foram os criadores do Quarteto. Embora haja muita controvérsia em torno da contribuição de cada um na construção do grupo, a marca de ambos no título acabou elevando a carreira dos dois.


  • – Os direitos de televisão do Quarteto Fantástico foram vendidos em 1986, rendendo diversas adaptações controversas. Durante o tempo em que esteve nas mãos de outras produtoras, a Marvel diminuiu seu espaço nas HQs. Porém, é um dos principais grupos na mitologia da Marvel, trazendo alguns de seus maiores vilões e conceitos. Atualmente, a marca retornou a Disney/Marvel após a compra da Fox, e uma nova adaptação está prometida para 2023.
  • – A edição conta com formato 18.5 cm x 27.5 cm, capa dura, 320 páginas e preço de capa de 144,90.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.