MB Nacional: Sideral

Existe vida extraterrestre fora da Terra? Isso ainda não temos certeza, mas para o jovem Yuri Kakarin, não há qualquer dúvida. Inclusive ele fez amizade com alguém que veio do espaço. Conheça um pouco sobre Sideral, o quadrinho nacional que nos instiga a viver uma experiência além de nossas fronteiras.

A temática espacial como plano de fundo nas histórias costuma ser algo que desperta a nossa curiosidade, pois existe um desejo imaginativo de ter contato com coisas que não temos alcance. Em relação às histórias em quadrinhos, isso não é diferente.

Através desse meio, a HQ Sideral, criada por Ednaldo Alves em 2015, compõe-se da temática para retratar a jornada de Yuri Kakarin, que, na infância, conheceu Wicapi, um jovem alienígena que pousou na Terra com sua espaçonave. Eles constroem uma amizade especial, até o momento que se despedem um do outro. A partir daí, Yuri passa a sofrer bullying no decorrer dos anos, pois nunca deixou de falar sobre o amigo do espaço e a promessa que fizeram de se reencontrar um dia.

Com uma estética de quadrinização que nos remete ao estilo dos mangás japoneses, principalmente os de aventura na demografia shounen, o volume 1 introduz uma história que permite prender o leitor. Bem por conta dos desenrolares que são divertidos visualmente, trazendo interesse ao que irá acontecer nos próximos eventos.

O próprio design de personagens contribui, com muito agrado, ilustrando bem as características e estereótipos de cada um nas páginas. Se vê a experiência do autor ao buscar desenvolver a história tendo cuidado com a parte da linguagem visual para destacar o caminho que o protagonista irá ter, enquanto visa alcançar nas estrelas o amigo espacial.

Sideral é um quadrinho que começou a ser serializado pela Revista Action Hiken, do Estúdio Armon, em 2020. Além dos capítulos que estão disponíveis digitalmente, você também pode adquirir o primeiro volume, que por sinal está belíssimo e com um preço acessível no site da editora. Essa é uma produção nacional que vale a pena conhecer e romper a barreira do espaço.

Agradecimentos ao Estúdio Armon pelo volume cedido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.