Primeiras Impressões: The Dawn of Witch

Um garoto com um poder bruto, que não sabe usar, e não se lembra do seu passado. Mais um anime dessa temporada de fantasia e magia, desta vez The Dawn of Witch.

Originário da novel de mesmo nome, escrita por Kakeru Kobayashi, com uma versão em mangá por Tatsuwo, se passa anos depois dos eventos de outra obra do autor que também já teve animação: Grimoire of Zero.

A continuação é focada num personagem novo, o garoto Saybil, que não se lembra do seu passado e é acolhido por uma mulher misteriosa, diretora da escola de magia.

Saybil não tem talento para controlar sua magia e é mandado pela diretora para um treinamento de campo sob ameaça de perder suas memórias recentes.

Para acompanhar a obra não precisa ter assistido Grimoire of Zero, mas compensa a quem viu, pois acaba complementando os eventos de The Dawn of Witch.

A história parece ser cheia de mistérios e perguntas a serem respondidas, o que pode não agradar a todos. A animação se mantém no mesmo padrão do seu predecessor, fluida e bela, porém abusa de elementos de fanservice desnecessário, que desagradará muitos.

Os outros pontos não comprometem, como o traço, a trilha sonora e os personagens, apesar que precisamos de mais episódios pra ver se mantém a qualidade de Grimoire of Zero.

The Dawn of Witch é uma continuação bem vinda de uma excelente animação com um universo muito interessante. Seu primeiro episódio, porém, deixa tudo ainda muito aberto, o que pode influenciar se a pessoa acompanha ou não a série. Aliás, está disponível na Crunchyroll.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.