MB Animações: Sono Bisque Doll – Fazendo cosplay de um romance padrão

Sono Bisque Doll foi o queridinho da temporada passada de animes, em meio às diversas discussões acerca dos temas tratados e suas polêmicas. Fica a promessa de uma futura temporada e uma experiência narrativa que surpreenda por não ser mais do mesmo.

Sinopse: Wakana Gojo é um garoto introvertido e com um hobby incomum para sua idade. No momento que Marin Kitagawa, a garota mais popular da sua sala, o encontra costurando, a história de ambos começa a se conectar. 

Serializado desde 2018, Sono Bisque Doll wa koi o suru (My Dress-Up Darling) é um seinen publicado na revista Young Gangan. Recebeu uma recente temporada animada no inverno japonês de 2022, que será base para essa singela resenha.

Wakana Gojo é um garoto introvertido, tendo a produção artesanal de bonecas Hina como hobbie, mas também o seu sonho. Enquanto costurava no seu clube escolar acaba sendo surpreendido por Marin Kitagawa, a garota mais popular da escola, mas que tem grande paixão por cosplay.

Bonecas Hina são bonecas artesanais utilizadas para representar o Imperador e a Imperatriz durante o Hina Matsuri (Festival das Bonecas).

Okay? Eu sei que você já viu essa proposta, ou pelo menos algumas premissas similares. Essa primeira impressão foi um pouquinho decepcionante, mas fiquei grato por não resumir a obra.

Gojo simpatiza com Marin e decide ajudar a garota com o seu cosplay. Nesse ponto, somos realmente apresentados à proposta, conciliando o amor dos seus dois principais personagens por seus hobbies e construindo uma adorável relação entre eles.

A relação de Gojo e Marin é muito bem desenvolvida. Eu sou muito apaixonado pelo desenvolvimento dos personagens enquanto amigos e indivíduos. Obviamente, a semente do amor é plantada, mas não existe uma pressa em desenvolver isso, e nem acho que deveria.

O ritmo da obra é muito bem executado. Essa opinião se resume ao anime, mas acho que vale pontuar que a influência desse ritmo parece se conectar com a própria demografia da obra original. Se tratando de um seinen, não cai em romantizações que são comuns em shounens e shoujos, e não digo isso levianamente. Sono Bisque Doll nos entrega um romance instigante, se aprofunda em torno do mundo do cosplay, além de se aproveitar muito bem dos dilemas e carisma de seus personagens.

Por fim, CloverWorks fez um ótimo trabalho na animação e direção, ainda que não tenha uma grande trilha sonora ou se destaque com uma direção diferenciada. Também vale destacar que a obra conta com algumas cenas ecchi, o que não diminui a obra, mas também não produz mais camadas a mesma. 

O sucesso da primeira temporada aumenta as possibilidades de uma continuação. Mande mais, CloverWorks! Estamos na expectativa.

Sono Bisque Doll está disponível na Crunchyroll, com 12 episódios e versões dublada e legendada em português.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.