MB Review: The Ancient Magus Bride vol.1

Chise Hatori é uma garota de 15 anos. Ela é leiloada e comprada por uma soma exorbitante pelo excêntrico mago dos espinhos, Elias Ainsworth, para se tornar sua aprendiz e noiva. A jovem sempre foi capaz de enxergar coisas além de sua imaginação e agora passará a desenvolver e compreender melhor suas habilidades. The Ancient Magus Bride é uma misteriosa história de fantasia que começou a ser lançada pela editora Devir em 2017.

Chise Hatori, 15 anos, órfã e nunca conheceu um lugar para chamar de lar após a morte de sua mãe. Sofreu por suas perdas e assim é em cada dia de sua monótona vida. Sem pessoas para gostar e enxergando coisas  absurdas que não deveriam existir.

Acontece que estamos em um mundo de fantasia e as visões de Chise são algo comum para quem possui poderes mágicos.

A jovem é leiloada com outras criaturas mágicas e aparece a peça mais rara ali sendo vendida. Chise é uma Sleigh Beggy, uma criança amada pela noite, a dádiva para os feiticeiros, um portal para tudo que é mágico. Portadoras de coisas boas ou imã do azar.  Esse elo com o sobrenatural pode ser tanto algo que traga sorte como um infortúnio, uma vez que a coloca em situações nem um pouco favoráveis.

Foi comprada por uma enorme soma de dinheiro pela criatura não-humana, Elias Ainsworth, o mago dos espinhos. O mago propõe que se torne sua aprendiz e, apesar de dizer que não a forçaria a escolher esse caminho, não restam muitas outras alternativas para a garota.

Ao aceitar acaba por se tornar noiva de Elias sem que o saiba previamente. As consequências que isso trará para sua vida não fica claro neste primeiro volume, mas fica a promessa para os próximos.

 

 

A história se passa na Londres atual e encontraremos diversos elementos sobrenaturais, os quais a autora não se apressa em apresentar. Mas ressalta como a magia vai se perdendo nas pessoas enquanto a ciência evolui e tudo que é sobrenatural passa a ser visto como algo de um mundo de fantasias.

Sua representação do mundo é maravilhosa, curiosa e encantadora. Ao mesmo tempo em que joga um encanto em suas páginas, mostra ser pé no chão ao dar argumentos lógicos para a existência deles dos elementos mágicos.

São retratadas criaturas mágicas fofas e meigas. Mas um alerta: suas belas aparências não significam que suas intenções sejam boas. Muitos deles são seres problemáticos que atraem com palavras sedutoras.

 

Chise é uma personagem interessante. Passou por muita coisa em sua vida e seus infortúnios certamente me lembram o Watanuki (xxxHolic). A garota não tem um lugar para chamar de casa ou alguém que pedisse para ficar desde a morte de sua mãe. Nunca foi alguém bem quista nos lugares por onde passou.

Ainda não sei o que pensar de Elias, pois o mesmo é uma criatura bem misteriosa que ainda não se apresentou inteiramente. Ele se mostra sábio, perigoso e observador. Embora chame Chise de sua aprendiz não houveram casos (pelo menos neste volume) em que ele realmente parasse e ensinasse ela alguma coisa, foram situações mais “faz aí e se vira se precisar de ajuda eu apareço”. Suas intenções não poderiam ser menos claras, muito menos o que ele deseja alcançar tendo Chise ao seu lado.

É curioso como a autora explica a magia presente em seu universo com muitas referências à tecnologia de nosso mundo. Inclusive, faz a diferenciação entre magia e feitiçaria tratando o sobrenatural como um computador, onde os magos têm a senha e os feiticeiros são hackers. Yamazaki deixa claro o quanto ainda tem para nos contar e estou ansiosa pela leitura dos próximos volumes.

“No mundo existe um princípio. É como se fosse um programa de computador, um feiticeiro tenta entender esse código e depois busca causar um resultado modificando ou reescrevendo o princípio usando o poder que possui. Esse resultado é aquilo que comumente é chamado de feitiçaria. Só que nós magas pegamos emprestado a força de entidades não humanas para interferir na regra e obter resultados iguais aos dos feiticeiros.”

A série de mangás The Ancient Magus Bride começou a ser publicada em 2014, chegando ao Brasil em 2017, mesmo ano do lançamento do anime – disponível no Crunchyroll. Atualmente a série se encontra no 17º volume no Japão e no 12º no Brasil, com data de lançamento para 30 maio 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.