MB Review: Alma vol. 1

Mesmo existindo uma enxurrada de obras com temáticas apocalípticas, Alma entrega um universo interessante com ação, suspense e aventura na medida certa. Além disso, conta com uma arte muito bem feita e personagens interessantes. Um mangá que, nesta primeira edição, não trata de nada realmente novo, mas faz bem feito o pouco que propõe.

Sabe aquela história de “não julgar um livro pela capa”? Pois é, sei que ela faz sentido, mas eu literalmente faço isso. Quando a Panini anunciou que lançaria Alma, olhei para a capa e pensei “hum, interessante. Acho que vou colecionar.” Felizmente, meu julgamento estava certo. 

Criação de Shinji Mito, foi publicado entre outubro de 2019 e julho de 2020 na revista Young Jump, da Shueisha e compilado em 4 volumes. A história se passa num mundo pós-apocalíptico, onde aparentemente os humanos são minoria e os humanóides maioria. Ray, protagonista da história, acompanhado de sua amiga de infância Rice e Lambda, um simpático animalzinho, estão em uma expedição para tentar encontrar mais pessoas. Mas um dia alguém aparece e diz que apenas os humanos possuem o direito de viver. É a partir disso que a vida de Ray muda drasticamente.

A história tem vários elementos sci-fi. Gostei bastante de como as máquinas e os equipamentos são desenhados. O traço do autor também é muito competente, sobretudo no cenário, já que vários detalhes que indicam como está o mundo, inclusive politicamente, encontram-se presentes. Algumas nuances são muito boas, por exemplo, Ray escutar vozes e até mesmo conversar com estátuas, bonecos e esculturas. Um mecanismo criado por sua cabeça para tentar driblar a solidão.

Em certo grau, a atmosfera da trama me lembrou um pouco Eden – It’s an Endless World, um dos mangás de ficção científica mais fascinantes que já li e Fire Punch, de Tatsuki Fujimoto, hoje mais conhecido por Chainsaw Man. A leitura flui muito bem e os personagens são interessantes. O autor consegue manter um ritmo que consegue prender o leitor. Ainda conta com detalhes nebulosos e a serem explorados nos próximos volumes.

Pretendo colecionar colecionar a série, tanto por ser uma coleção pequena, quanto por sua qualidade já na primeira edição. Espero que o nível se mantenha até o final. Se você gosta de mangás do gênero, Alma é uma ótima pedida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.