MB Review: Terra das Gemas

Terra das Gemas, ou mais conhecido pelo seu nome original Houseki no Kuni, é um mangá ilustrado por Haruko Ichikawa e está em publicação pela editora Kodansha desde Outubro de 2012 na revista Monthly Afternoon.

Nesta obra, somos apresentados a um planeta que sofreu uma colisão de seis meteoros, originando mais seis luas, restando apenas um continente e um oceano. Todos os seres vivos que moram lá acabaram fugindo para o mar mas, depois de um tempo, novas formas de vidas adaptadas à escassez de recursos naturais no continente foram surgindo.

A História

O seres vivos pré-colisão não conseguiram se salvar e acabaram sendo engolidos pelo mar, sendo decompostos por microrganismos até se tornarem compostos inorgânicos, que se ordenaram, formando cristais, até que finalmente voltaram à superfície, dando a origem a diferentes vinte e oitos seres-cristais, que são os protagonistas desta obra.

Ao mesmo tempo em que esses seres-cristais se formaram no continente após-colisão, outros seres se formaram nas seis luas que se originaram com o acidente, e se tornaram caçadores da Lua, atacando o continente dos seres-cristais com o objetivo de raptar os seres-cristais para transformar em acessórios.

Toda essa premissa é explicada de maneira fluída logo nas primeiras páginas do mangá enquanto somos apresentados a personagem central da obra, Fosfofilita, que tem o desejo de lutar contra os caçadores da Lua, porém, devido a ser um ser desastrado, acaba ficando encarregada de criar uma enciclopédia para registrar tudo sobre esse novo mundo após sua colisão. Também neste começo somos apresentados a outras seres-gemas, que estão enfrentando uma invasão dos caçadores e conseguimos ver um pouco da dinâmica da obra.

O primeiro volume

Ainda no primeiro capítulo, sabemos como os seres-cristais funcionam: como são formadas por microrganismos, e mesmo que sejam quebradas em uma batalha ou um acidente, podem se regenerar, pois tais microrganismos darão conta de restaurar os rompimentos, mesmo se estiverem reduzidas a pó, misturados a terra ou estiverem no fundo do mar, sendo assim, são praticamente imortais. Outro fator decisivo e que difere cada uma dos vinte e oitos seres-cristais é sua tenacidade, que define sua resistência a outros materiais e impactos, categorizando como frágeis ou bem resistentes.

Após o primeiro capítulo apresentar todo o conceito da obra e como aquele mundo e seres funcionam, a história prossegue na missão de Fosfofilita – chamado de Fos pelos colegas – no preenchimento da enciclopédia.

Começando por Cinábrio, ser que fica encarregado de fazer a ronda noturna devida a sua condição diferenciada graças ao líquido prateado e tóxico que jorra infinitivamente de seu corpo, que faz com que a parte que encostou nele deixe de absorver luz, contaminando a região, sendo a única solução a raspagem da parte contaminada. Devido a esta condição, Cinábrio é um ser que acaba ficando isolado das outras e que tem vergonha de si mesmo, pois tudo o que ele acaba tocando ou respirando próximo acaba estragando.

Ao visitar Cinábrio, Fos é atacada por caçadores da lua e é defendido por Cinábrio, que demonstra seu grande poder de batalha devido a sua condição tóxica e vemos o quão amargurado ele é e como essa condição acaba o isolando de todos, fazendo a questionar a si mesmo sobre sua existencialidade.

Nos próximos capítulos, Fos acaba visitando outro ser, desta vez Diamante, que esta testando e estudando novos estilos de combate. No meio da conversa entre Fos e Diamante, durante a ronda diurna, elas são atacadas por caçadores e temos a oportunidade de ver Diamante em ação, porém ambas são salvas por Carbonado, outro ser-cristal formado por policristais, sendo assim o mais rígido e tenaz dos cristais apresentados até o momento. A invasão continua e os caçadores da lua acabam jogando no continente dos seres-cristais uma espécie de lesma gigante, que acaba absorvendo Fos, fazendo com que Diamante e Carbonado tenham que lutar contra esse ser e resgatar Fosfofilita.

A narrativa

O mangá apresenta conceitos e um universo bem diferentes e interessantes, com personagens com características diferentes e com um potencial enorme para explorar o universo da série. Alguns mistérios ainda ficam pendentes, sobre um pouco mais sobre os caçadores da lua e os poderes do professor dos seres-cristais, que aparenta ter um vasto conhecimento sobre aquele universo. Um dos pontos interessantes é o desenvolvimento dos personagens, que devido às suas características únicas, acabam tendo um questionando sobre sua existência e sobre o mundo que vivem.

A arte

A arte do mangá tem seu estilo próprio, porém é notável a ausência de detalhes em alguns quadros, como o cenário ou alguns detalhes que poderiam ser adicionados. Alguns quadros são muito dinâmicos, principalmente aqueles que apresentam os caçadores da lua e também quanto aqueles que mostram os poderes de cada ser-cristal apresentado no capítulo. Porém, um ponto fraco, na minha opinião, é que é difícil de reconhecer quem é quem em alguns quadros quando se tem vários dos seres em cena, o que às vezes acaba confundindo o leitor.

Vale a pena?

Terra das Gemas é um mangá que de primeira parece ser um pouco complicado de entender, mas ao longo da leitura tudo começa a fazer mais sentido e prende a atenção nos conceitos do universo apresentado. Com certeza, é uma obra que vale a pena acompanhar se o leitor estiver procurando uma obra diferenciada.

Edição Nacional

A edição da NewPOP segue um formato um pouco maior, parecido com o de Record of Ragnarok e Made in Abyss, o papel utilizado é o offset 90gr e as primeiras páginas são coloridas. O mangá tem orelhas e um acabamento holográfico na capa, seguindo o original. O preço de capa é R$29,90. Agradecemos a loja parceira Anime Hunter por nos disponibilizar o volume 01 para essa análise.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *